sexta-feira, 29 de junho de 2007

Também eu entrei na onda dos Testes.
Aqui ficam dois...


Tem muito de verdade. A parte da frieza, só mesmo em situações extremas e se as situações tiverem acontecido várias vezes.
Sou daquelas pessoas que perdoam e calam muitas vezes mas quando chega ao limite, chegou~, não me fazem mais nenhuma e não dou mais oportunidades.



quarta-feira, 27 de junho de 2007

Afinal...

Ainda não deixei de vez a minha segunda profissão (enfermeira familar) :(

Agora é a minha Nina que está doente, a vomitar e de soltura. Não sei se terá comido alguma coisa na rua sem eu ver ou se terão deitado veneno nas ervas perto da minha casa e ela tenha cheirado ou até comido alguma.

O mais grave é que comecei a detectar sangue nas fezes e após fazer tudo começa a pingar sangue. Até mete dó.

Já perdeu 700 gr. pois assim que come ou bebe, vai tudo fora a seguir.



Levei-a ontem ao Hospital Veterinário e teve que ficar internada para que tomasse o antibiótico intravenoso e soro para a alimentar.

Mas o internamento só durou uma hora pois a menina Nina fez birra e portou-se muito mal de tal maneira que tive que ir buscá-la. Não deixou ninguém descansar, ratou a manta toda, arrancou o soro, atirou-se contra a grades da box... enfim.



Hoje lá tive que ir de manhã com ela para levar o antibiótico e vou logo à tarde novamente para avaliar a situação. Pelo menos parece melhor, não fez nada em casa (deixa lá ver quando chegar se existe alguma surpresa para mim) e o que fez na rua já era mais "normal", não reparei em sangue.


segunda-feira, 25 de junho de 2007

Como prometido, passo a explicar...


O que o Papá tinha era um Colesteatoma - Espécie de tumor benigno do ouvido médio, que geralmente evolui com perda auditiva e secreção, freqüentemente fétida, que drena pelo conduto auditivo externo.
Este tumor, pelo que o otorrino disse, foi consequência de otites mal curadas. Em criança o R. sofreu muito dos ouvidos, eram otites umas atrás das outras e embora fosse aos melhores otorrinos da altura, nunca detectaram nada.

Ao longo dos anos foi perdendo a audição no ouvido direito mas sempre se pensou que fosse consequência de infância.

Há cerca de 8 meses, o R. foi ao otorrino pois um dia ao espirrar sentiu um, como hei-de explicar, um pequeno "estrondo" no ouvido e deitou sangue. O médico pediu alguns exame e após um Rx e uma ecografia descobriu-se o colesteotoma.

Fomos logo avisados que tinha que ser operado pois já estava muito grande e poderia vir a ter consequências graves.

Foi operado agora e correu tudo bem, melhor do que o médico estava à espera, pois na complexidade da operação foi mais simples do que julgavam. Ao "abrir" pensaram encontrar algo ainda mais grave mas não. Apesar de delicada foi menos complicada.

PS - Gostava de fazer um link para uma página onde explicam melhor o que é o Colesteotoma e tem desenhos e tudo mas não sei fazer.

sexta-feira, 22 de junho de 2007

Regressei

Voltei à minha rotina... Já deixei a minha 2ª profissão (Enfermeira Familiar) de lado. O meu ratinho já está bom, ainda com algumas crostas mas já está na escolinha e a fazer praia.

O Pápá está de baixa a recuperar da operação que correu bem, apesar de complicada decorreu de uma forma mais simples do que estavam à espera!

Eu explicarei num outro post, vim só mesmo dar noticias nossas e deixar beijinhos a todas que deixaram miminhos e me visitaram!

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Confirma-se

O meu nino aos 5 anitos tem Varicela!
Mais uma doença de crianças ultrapassada :)


Aqui a Mãmã vai ficar em casa estes dias a tratar da sua cria.
A partir de 6ª feira, além da cria tenho que tratar também do Papá que vai ser operado. É um 2 em 1.

sexta-feira, 8 de junho de 2007

Está aberta...

A Época Balnear...
da família C. A.
Ontem lá fomos os quatro da vida airada, o B., a Mãe, o Pai e o primo, pois a minha sobrinha esteve a trabalhar, até à praia. Para mim e para os miudos foi dia de praia mas para o Pai foi dia de pesca.
O B. levou a sua cana e até ajudou a tirar da água o isco, pois peixe nem um se viu.
Estava com receio que fosse um dia de zangas entre primos, de ralhos da minha parte para com eles, principalmente com o D., mas tirando uma vez que tive que por o D. de castigo pela sua teimosia e uma ou outra vez que tive que os repreender, até que o dia se passou muito bem.
Não estava muito calor, até estava um bom dia para a primeira ida à praia neste ano.
Tive pena de não ter levado a máquina pois houveram ocasiões que deveriam ter ficado em registo, tais como os gaiatos aos saltos nas ondas, os três de volta das canas, o B. a puxar a linha, sozinho agarrado à cana e a rodar o carreto, mas enfim não me lembrei desse pormenor. Pode ser que para a próxima leve e fica em registo e não apenas nas minhas memórias.

A Época dos escaldões...
da Mãe pois os meninos foram todos besuntados com o creme protector e andaram sempre de t-shirt, pois estava um pouco de vento e como era o primeiro dia não quis arriscar.
Mas mesmo assim os pézinhos ficaram um pouco vermelhos, os pés e o pescoço, os pés pus pouco creme, o pescoço nem me lembrei :(

A Época da varicela...
depois de ter havido várias histórias de varicela na escolinha e terem passado todas ao lado do B., parece que desta vez não teve a mesma sorte, embora não tenha conhecimento de algum caso!

Ela já devia estar a incubar e com a praia acelerou o processo! Ontem na praia reparei numa borbulha atrás da orelha mas tinha apenas aquela,não me preocupei muito pois o volta e meio tem borbulhas alérgicas. Como andou sempre vestido não reparei noutras mas ao dar-lhe banho é que fui vendo que tinha mais e eram diferentes das que normalmente tem. Tem três grandes na cabeça e foram essas que me chamaram logo a atenção.
Liguei à Saúde 24, e pelo que relatei tudo indica que seja varicela, neste momento está no pediatra com a Avó para diagnosticarem e receitarem os cremes e afins que são usados nestas ocasiões, pois sei que mais nada se pode fazer do que esperar que passe e tentar reduzir ao máximo o desconforto que se sente.


PS (11h40) - Estou muito, muito preocupada. Ligou agora a Avó a dizer que o menino tem que ir ao Hospital a um dermatologista pois não parece ser varicela mas sim um outro surto que anda por aí que não me souberam dar o nome. E eu sem poder sair daqui.

PS (14h30) - Já estou mais descansada. Daignóstico da dermatologista: "Há borbulhas que parecem ser de varicela, outras não. Esperar por Domingo para ter a certeza. Se se desenvolverem mais, ser visto na 2ª e o mais certo é ser varicela, se não, não é varicela é uma alergia...
Mas pelo menos não é nada de greve. Atarax, creme para o banho, betadine, ben-u-rum se tiver febre, é o que se pode fazer.

quarta-feira, 6 de junho de 2007

Parece mentira...

Mas não consegui vir deixar uma mensagem do Dia da Criança e ando há três dias para deixar aqui um pequeno video do novo brinquedo/nova brincadeira lá de casa. Até a nossa Nina (cadela) se diverte, vejam só! :)