quinta-feira, 30 de abril de 2009

A quem possa interessar!
Petição para...

Dedução de despesas com saude animal em IRS
Já chegaram! Já chegaram!
E tenham a certeza que estão lindas!
Vieram directamente daqui.
Só logo as vamos ver!
Depois mostro.
Agora ficam só com a curiosidade!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Tenho que ter cuidado II

Com os filmes que ele vê.

No domingo dediquei-me à roupa da família e estive no meu quarto a tarde quase toda.
Ele estava na sala a ver tv com o pai e o M.. Estiveram a ver o "Eu Robot". Pelo o que o R. me disse, estava vidrado no filme. Enquanto não acabou não saiu de lá.
Findo o filme e antes de jantar o M. estava a brincar com ele a fazer de robot. Não sei se já viram o filme mas os robots são "maus" e querem destruir os humanos.
Ele não gostou da brincadeira!!!!
Já à mesa, perguntou se existiam robots, pergunta a qual o R. respondeu que daqueles não mas que os cientistas podiam vir a criá-los. Que existiam outros tipos de robots, como o nosso portátil e o Magalhães dele, entre outras coisas. Ou seja, "coisas" que ajudam o Homem a fazer certas tarefas.
Bom não vos digo, nem vos conto. O filme, a brincadeira e a resposta fez uma confusão tão grande na sua cabecinha que até se engasgou com o jantar. Começou a chorar e logo a seguir a tossir. Já sei no que isto dá. Levantei-o da mesa e fomos até ao quarto .
Perguntei-lhe o que se passava, se era por causa do filme, ao que me respondeu que sim.
Expliquei que era um filme, que não era real e que se isso viesse a acontecer, ainda faltavam muitos anos para tal. Perguntou se era só quando ele morresse. Sorri e respondi-lhe que talvez.
Lá se acalmou e voltámos para a mesa. Conversa de robots terminada, não se falou mais nisso.
Andou a noite toda atrás de mim, não queria estar sozinho. Como eu ainda estava a passar a ferro quando chegou a hora de deitar e como não queria ir para a dele sozinho, deitou-se na minha cama.
Ali estava ele, impressionado com o filme, com medo e matutar na conversa.
Até fez uma pergunta engraçada, perguntou se o Magalhães ia passar a Magalhão quando crescesse :-). Tentei fazê-lo ver que apenas as pessoas, os animais e as plantas crescem. Os objectos não passam do que são.
Quando chegou a hora de dormir, desliguei o ferro, apaguei a luz e deitei-me ao seu lado. Adormeceu de mão dada comigo, a minha mão no meio das suas mãozinhas, como que a protegê-lo.

Fiquei ali a olhar por ele, a protegê-lo de tudo e de todos excepto dos seus pensamentos e sonhos.
Fiquei ali a olhar para ele, pedindo a Deus que o acompanhe sempre e não permita que nada de mal lhe aconteça.
Fiquei ali a ohar por ele, com o coração cheio de amor para lhe dar.
Fiquei ali a olhar para ele...

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Tenho que ter cuidado I

As conversas feitas ao pé dele.

No Sábado, a caminho do treino, ia a falar com o R. sobre algo que se passou na sexta e que envolvia uma segunda pessoa, que o B. também conhece.
Conversa para cá, conversa para lá, íamos entretidos a falar.
Chegou a um ponto que algo me chamou a atenção e olhei pelo canto do olho, Foi quando o vi na sua cadeira do carro (que vai ao meio para ele ver melhor o caminho :-)), todo chegado para a frente para ver se ouvia melhor o que dizíamos!!!!
O que vale é que para não haver problemas, visto não sabermos o que vai na sua cabecinha e a forma como ele percebe as coisas, normalmente não referimos nomes ao pé dele.
Não é que falemos mal das pessoas mas às vezes são conversas mais adultas que para eles podem parecer estranhas e trocarem "alhos" por "bugalhos", se é que me faço entender.

Tenho um filho que não conta nada do dia dele mas é bisbilhoteiro e quer saber do nosso!!!!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Informático

Ontem veio da escola com indicação de que, a partir de agora todas as sextas-feiras tem que levar o seu Magalhães.
Perguntou logo se a bateria estava carregada e que se não fosse esse o caso, tinha que carregar.
Descansei-o dizendo-lhe que sim, que estava tudo a postos!

Hoje de manhã lá foi armado em informático, com direito a PC portátil e tudo!!!


Logo quando chegar, vou perguntar-lhe o que aprendeu a ver se me conta alguma coisa ;-)
Como o B. achava que a Mariana está muito sozinha, prometi-lhe comprar um Amigo para ela.
Em conversa com a B., madrinha dele, referi esse facto.
Como o que ela tinha pensado oferecer-lhe ainda nem nasceu, decidiu ser ela a dar-lhe o rato.
Na sexta-feira lá foram entregar a prenda.
Colocaram o novo residente na casinha da Mariana mas a experiência correu mal. Andaram à luta!!!! E ficaram os dois feridos.
Das duas uma, ou não eram da mesma raça (o novo tinha o dobro do tamanho da Mariana) ou era UMA rata e não rato. Virado de pernas para o ar, fiquei com a sensação que era menina mas como não percebo nada disso, ficou a dúvida.
De volta à caixinha de cartão, ficou assente que precisávamos de outra gaiola. Lá a fomos comprar. Conclusão em vez de a Mariana ficar com um amigo, ficou na mesma sozinha e eu com duas gaiolas.
Desde que preparei a sua nova casa, a caminha, a comida e a água, que o raio do rato se enviou na cama e mais ninguém o viu.
Nestes dias fui espreitando para ver se o bicho estava vivo mas sair da cama nem pensar! Faz tudo na cama, leva para lá a comida, usa-a como casa de banho (o algodão já tem um cheiro de fugir!!!), etc.
Ontem mais uma vez o fui ver. Ao tirar a tampa da cama, vejo o seu focinho e faço-lhe umas festinhas. Como o algodão estava muito sujo decidi mudá-lo e comecei a empurrá-lo para fora da cama pois não queria de maneira nenhuma sair de lá.
Ia-me dando um chilique!!!!! Vejam porquê!!!

Apresento-vos a Margarida e seus filhotes.


Agora percebo porque lutou com a Mariana, porque se “assanhava” quando ia espreitá-la na cama, porque não saia de lá de maneira nenhuma, porque o algodão cheirava TÃO mal, porque assim que entrou para lá, já de lá não saiu, porque era tão grande…
Estava a defender primeiro a sua barriguinha e depois as suas crias.

Depois de ter mudado tudo, fiquei a pensar e até preocupada, espero que a Margarida não rejeite os bebés porque mexi neles. Fui várias vezes vê-los e estavam todos na caminha. Agora vou pesquisar na net para saber mais sobre os meus novos residentes.

Conclusão, além de terem vendido à B. uma Rata por Rato, ainda vinha com brinde, quatro brindes lindinhos J

Se por acaso alguém estiver interessado, diga, pode ser que eles possam viajar!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Adoro

Esta ternura!



Porque não consegue o Homem seguir o exemplo?!?!?!

terça-feira, 21 de abril de 2009

Conversas à hora do jantar

B. - O M. (melhor amigo) tem um jogo muito fixe para a PSP.
Mãe C. - Sim?!
B. - Sim. É para se conseguir roubar coisas sem se ser apanhado!
C. e Pai R. - ?!?!?!?!?
B. - É muito engraçado!
R. - Não sei se acho esse jogo engraçado. Acho que não tem piada nenhuma.
Silêncio
R. - Ainda se fosse de polícias a apanhar ladrões!
B. - Mas não é!
R. - Esse jogo não te ensina nada de bom!!!!
B. (com um ar benevolente) - Oh pai, mas eu vou ser maquinista, não vou ser ladrão, por isso não faz mal!!!

Fim de Conversa

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Escolha

Ontem quando cheguei a casa, depois de um dia de trabalho, tive que escolher entre


Passar a ferro e


Matraquilhos

Escolha dificil a minha!!!!!
Agora adivinhem quem ganhou.

Já têm os palpites formados? Já?

Pois bem.
Quem ganhou foram os Matrecos.
Ontem deixei de lado a minha veia Fada do Lar e dediquei-me única e exclusivamente a ser Mãe/Amiga/Criança.
O B. esteve a ensinar-me (sim porque a Mamã não sabia ;-)) a jogar matraquilhos e ganhou com uma vantagem avassaladora, 9 - 3
Julgando que eu estava triste por perder, dizia-me: "- Mãe eu vou estar quietinho e deixar-te marcar um golo!".
Que querido!! E então ele que detesta perder! Mas pela Mãe lá fazia um jeitinho!!

Que Maravilhoso fim de dia que tive ontem :-)

terça-feira, 14 de abril de 2009

Ana Luísa - Sol de Outubro

O meu convite expirou, não consigo visitar-te :-(
Será que podes enviar outro: simplesmenteumamae@gmail.com

Voltámos à nossa rotina

Levantar cedo...
Acorda filho! Já é hora! Vais chegar tarde à escola!
Quero dormir! Tenho sono! Não quero ir!

Uns dias corre melhor que outros!
Ás vezes é preciso ralhar logo de manhã. Outras até fico surpreendida com a rapidez.
Enfim!!!
Cenas de um lar com crianças...
Como no dia do aniversário a festa foi em familia, não tinha lá nenhum dos amiguinhos dele, decidimos levar um bolinho para o ATL.
Ontem por volta das quatro horas, fomos ter com ele e com os seus amigos para mais uma vez se cantar os Parabéns.
Como foi algo combinado com antecedência, já pôde escolher o tema do bolo. E adivinhem qual! Mais um vez o desenho foi do Faísca McQueen.
Cantou-se os parabéns, distribui-se os saquinhos e veio de lá feliz da vida! Ele e nós pois mais uma vez conseguimos participar na sua festinha na escola!!

Fim de Semana Grande em Festa e a duplicar

Tal como aqui referi, seguimos para o Alentejo na Quinta-feira à tarde.
Abalámos mais cedo do que o previsto e fez-se uma optima viagem, sem muito trânsito ao contrário do Domingo que apanhámos algum.
Parámos em Vendas Novas para lanchar uma MARAVILHOSA bifana (já tinha ouvido falar mas agora possa comprovar que são optimas!!!!!) e chegámos ao destino antes da hora do jantar.
Quando nos viu, ficou maravilhado mas após uns minutos perguntou se já era dia dos anos. Dissemos-lhe que não, que só no dia a seguir.
Resposta pronta: "- Mãeeeeeeee! Enganaste-me! Disses-te que vinhas só amanhã!" :-)
Depois dos abraços, dos beijinhos e dos miminhos a montes, lá se acalmou a euforia.

No dia seguinte, assim que deu sinal de estar a acordar a Mamã encheu-o de beijinhos.
Ás 10h05, o filhote estava ao meu colo. A minha mente voou até 2002 a esta mesma hora, hora a que ele nasceu. Tanta alegria... Tanta felicidade... Tantas diferenças...
Quando se levantou e viu o Avô, a primeira coisa que lhe disse foi: "- Avô tens que me dar os parabéns!". Lá lhe fizemos ver que não tinha que dizer isso às pessoas, que as pessoas é que se tinham que lembrar e dizer-lhe.
Passou o dia a brincar, a jogar, um dia igual a tantos outros, apenas com a diferença que ao lanche teve uma velinha para apagar. :-)

Oferecemos-lhe o Magalhães lá e quando chegou a casa tinha mais uma surpresa, algo que espero não vir a dar muitas dores de cabeça mas não me posso queixar muito, a ideia até foi minha, lol.


Ontem comprámos-lhe dois peixinhos, que espero que tenham mais sorte que o último que só durou uma semana e ficámos por aqui em prendas.
Ah, é verdade, ficou a promessa que se passar de ano, recebe uma Nintendo.
Isto porque fez uma pequena birra no dia dos anos porque queria uma Nintendo igual à do primo mas como não se pode oferecer tudo o que ele pede, ficou a promessa.
Agora é esperar para ver. Quase de certeza que vou ter que alargar os cordões à bolsa mas pelo menos assim fico com uma ideia do que lhe vou oferecer pelas boas notas ;-)

E assim se passou mais um aniversário e uma Páscoa.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

7

Número sem curvas, tão direitinho...
Essa é a idade que fazes hoje, neste mesmo momento.
7 aninhos.

Não vou repetir aqui o que escrevi há um ano atrás pois tudo se mantem, apenas com a diferença que passaram 365 dias.
Os sentimentos são os mesmos, os mesmos não, são mais fortes, mais intensos.
Cada dia que passa o meu amor por ti cresce, filho.
Assim como a preocupação de que algo te aconteça, pois com o avançar da idade novos desafios se aproximam, novos perigos espreitam.
Mas não vamos pensar nisso agora pois hoje é um dia de Alegria, de Festa, de Comemoração.



Muitos Parabéns.
Espero que tenhas (tenhamos) um dia muito feliz (hoje conseguimos estar todos juntos as 24 horas do dia).

Filho apesar de ser um dia de festa tenho que te pedir desculpas.
Desculpas por por vezes não ter a paciência devida para ti.
Desculpas por por vezes não ter o tempo que precisas e mereces.
Desculpas por ultimamente não me veres sorrir.
Desculpas por me isolar no meu mundo e não ver o quanto isso te afecta.
Desculpas por deixar que os meus problemas interfiram com a tua felicidade.
Desculpas por ser "egoista".
Demasiadas desculpas...

Mas vou mudar.
Por mais problemas que tenha, por mais triste que esteja, não o vou demonstrar quanto estiver contigo. Vou deixá-los à porta de casa.
Vou ser Mãe a 100%.
Ai isso é que vou.

quinta-feira, 9 de abril de 2009


Estou em contagem descrescente, já só faltam algumas horas para me juntar ao meu Filhote.
Tenho mais uma horita de trabalho, depois direitinha a casa para arrumar as coisas, carregar o bolinhas e lá vamos nós que se faz tarde.
Vamos sem pressas, como ninguém espera por nós, vamos calmamente que chegaremos a tempo.

A quem por aqui passa, desejos de Uma Santa Páscoa.


Beijinhos doces

terça-feira, 7 de abril de 2009

E vivam as novas tecnologias

Que me permitiram ontem falar com o meu filhote em video chamada :-)
E foi tão BOMMMMMMM.
Pelo menos já deu para atenuar um pouquinho as saudades.
Deu para ver o seu ar feliz, para ouvir as suas gargalhadas.
Deu para descansar o meu Coração de Mãe que andava ferido desde a reunião da escola.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Anda uma Mãe a criar um Filho

Para depois ouvir o gaiato recusar falar comigo ao telefone porque a Avó o pôs de castigo por não querer cumprir as regras em relação à PSP!!!!! (levantámos-lhe o castigo uns dias mais cedo devido às boas notas e porque o primo tem o playstation e uma nindendo e era muito mau um poder jogar e o outro não, era maldade a mais)
O que vale é que eu SEI que ele não gosta de falar ao telemóvel, só fala mesmo quando está bem disposto.

Saudade

Se durante a semana leva-se bem, ao fim de semana custa mais.
As saudades apertam.
Falta algo lá em casa.
Faltam as correrias, as gargalhadas, a teimosia, as birrinhas do sono, a guerra pela TV da sala (sim porque pai e filho garreiam pela Tv), ...
Não falta algo, falta TUDO.
Falta a minha luz, a minha vida, o meu bébé, o meu FILHO.

O que me consola é que sei que ele está bem, está feliz, está nas suas 7 quintas.
E sei isso porque quanto lhe telefono o que oiço é:
"- O qui é?
- Ligastes porquê?"
Depois de algum troca de mimos diz logo muito depressa: "Xau"
E se ele está bem, eu estou bem.

Já estamos em contagem decrescente, já só faltam 3 dias e meio.
Quinta-feira, se tudo correr como previsto, à hora de jantar alguém ficará surpreendido :-)

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Coração dividido

Hoje foi dia de Reunião de Pais para entrega do registo de avaliações da turma do 2.º Período Escolar.



Se por um lado venho de Coração Cheio, pois as suas notas continuam muito boas, tem em todas as áreas Satisfaz Bastante e tem uma capacidade de aprendizagem muito boa.

Por outro, venho de Coração Partido. A Professora transmitiu-me que o B., de há uns tempos para cá, anda muito triste, não ri, quer estar sempre sozinho, não quer participar nos trabalhos de grupo, chega a pedir para ficar na sala durante o intervalo.

Ela bem tenta que ele lhe diga o que se passa mas ele é muito reservado e da sua boca nada sai.
Sinceramente fiquei muito admirada com a situação pois o B. em casa não mudou, continua o menino de sempre. Se lhe pergunto pelo seu dia a dia, a resposta é sempre a mesma, que foi bom, que brincou, que fez os trabalhos da escola...
Se pensar bem, chego à conclusão que estes tempos coincidem com o Meu Copo Meio Vazio.
Nunca me passou pela cabeça, que a minha tristeza, que os meus problemas pessoais, fossem tão transparentes e que passassem para ele. Sei que houve uma altura em que não tinha tanto tempo e até paciência para ele, sei que me fecho muito na minha concha e não passo com ele o tempo que devia, sei que...
E NÃO QUERO de maneira nenhuma que isso aconteça. Não quero que o meu Filho não seja feliz devido ao meu estado de espirito, que não sorria porque não me vê a sorrir, que se queira isolar porque me vê a fazer o mesmo.
Tenho que me esforçar e voltar a encher o copo, tenho mesmo!!! Por ele, por mim, por nós.
Nada merece nem justifica a Tristeza do Meu Menino.

quarta-feira, 1 de abril de 2009


O copo já passou para o meio cheio, vamos a ver se aos poucos passa a cheio :-)
Era tão bom!!!!!
E eu até nem peço muito!
Só peço que os Raios do Sol voltem a entrar na minha vida, no meu coração, na minha alma.
Que esta escuridão desapareça, que esta tristeza vá embora e que volte a sorrir com vontade.

Férias



O B. está de:
Férias da escola;
Férias do ATL;
Férias dos pais :-)

Foi hoje com os avós até ao Alentejo, para casa dos tios. Ia tão contente o meu menino.
Vai rever o primo. Andam quase sempre à "bulha" mas ele adora-o.
Têm diferença de três anos e cada vez mais se vai notando isso, um ainda é muito criança e o outro acha-se "já grande". Vamos a ver como corre...

Os pais cá ficam deste lado, a tentar aproveitar para "descansar um pouco da azáfama diária", para namorar e passar mais tempo a dois.

Agora só o iremos ver no dia dos seus anos, Sexta-feira Santa (este ano é um Santinho), se calhar talvez no dia antes, pois tenho a tarde de quinta e o R. sai do curso às 14h. Vamos ver se este ano também lhe fazemos essa surpresa. No ano passado por altura da Páscoa aconteceu algo parecido, apenas mudou o local!!