terça-feira, 31 de julho de 2007

Começou a minha saga...

1ª Parte
Fomos no Domingo deixá-lo nos avós. Ia muito bem disposto e sempre a falar nas férias e na terra. Quer porque quer ir para a terra do Avô.
Eles só vão na próxima segunda-feira pois o meu Pai apenas entra na reforma amanhã, dia 1 de Agosto de 2007 e no próximo fim-de-semana há almoço de família, com uns tios e primos que vivem em França.
Por isso, ainda vou ver o meu ratinho antes dele ir! Depois disso é que só mesmo quando eu entrar de férias :(

quinta-feira, 26 de julho de 2007

Dia dos Avós

Não podia terminar o dia, sem deixar aqui um Hiper, Mega, Big Beijinho aos meus Pais, Avós do B.
Sei que nunca irão ler o blog mas fica aqui a lembrança.

Feliz Dia dos Avós

PS - Fiz uma surpresa aos meus Pais, pedi à florista que fosse entregar em casa um ramo de flores por todos os netos! (5 netos e 1 bisneto)

Um pouco mais de mim...

Apercebo que "arranjei" algumas amigas na blogoesfera, apenas virtuais mas considero-as amigas.
Seguindo esse pensamento, decidi abrir um pouco o livro da minha vida!
Estou com o R. há 11 anos, vivemos maritalmente pois nunca sentimos necessidade de oficializar a relação. Ao princípio pensámos fazê-lo quando nascesse o primeiro filho mas os anos foram passando e tal pensamento também.
O B. levou, como eu costumo dizer, 5 anos a ser feito, daí saiu lindo e perfeitinho, lol.
Sim, o meu filho levou 5 anos a aparecer, não porque evitássemos mais sim porque não aconteceu antes, não sei a razão, mas também sou sincera, não andava a fazer contas para saber quando devia tentar!
Como já era há um tempo considerável, decidimos dar o primeiro passo e ir ao médico, fazer aquelas análises todas e mais algumas. Só faltava a do R., as minhas já estavam e poderíamos ir mostrá-las à médica!
Quando deixei de pensar na situação, quando me mentalizei que iríamos precisar de ajuda, aconteceu! Estava grávida! A notícia foi dada ao futuro Papá por telefone, pois ele estava a muitos kilómetros de distância, nem queria acreditar!
A gravidez foi muito boa, sem enjoos e náuseas, apenas tivemos um grande susto aos 4 meses e um bébé muito preguiçoso que me levou ao hospital duas ou três vezes pois não o sentia mexer.
O parto foi complicado, o meu filho teve problemas mas foi forte e hoje está connosco!
Apesar do parto ter sido complicado e a situação ~financeira não ajudar muito, sempre pensei num segundo! O R. não queria mas após três anos a falar do mesmo, lá o "convenci" e decidimos tentar o "Mano André". Esta decisão foi tomada em Setembro de 2005.
Decidi hoje colocar uma barrinha.
Vamos ver se não leva o mesmo tempo que o irmão, espero bem que não, se não fico velha demais para isso. :) Pelo menos quase dois já passaram, só faltam três, lol.

PS - O "Mano André" tem história, se quiserem compreender, têm que andar uns post´s atrás, até 26 de Abril para perceber! Desculpem, mas não sei fazer a ligação!

terça-feira, 24 de julho de 2007

No ano em que o meu filho entrou para o Jardim de Infância, no dia da Mãe, pediram-nos que fizéssemos algo para colocar no placard da escola!
Não sou muito dada a letras, escrever para mim só se me apetecer mesmo e poemas não é comigo.
Mas nessa altura, não sei bem porquê, talvez a maternidade recente, não tão recente quanto isso (2 anos), estava inspirada. Dessa inspiração nasceu este texto...



Hoje lembrei-me dele e quero partilhá-lo convosco.

É o que me ia na alma na altura e continua até hoje...

segunda-feira, 23 de julho de 2007

Fim de Semana diferente

E que bem que me soube!
Fomos até terras do Alentejo, levar o D. (primo) para passar férias nos avós. Não quero parecer mázinha, mas voltou a paz e sossego ao meu reino :)
Esteve uma boa tarde para viajar, nem muito frio nem muito calor, os gaiatos adormeceram praticamente assim que entraram no carro, logo não deram qualquer problema; não é que o B. dê chatices mas já não se pode dizer o mesmo do D., varia da disposição com que acorda nesse dia.
Chegámos à hora do jantar!
Passou-se uma noite tranquila, numa zona onde reina a calma e só se ouvem os bicharocos da noite.
Depois do cafézinho, deixámos o ratinho com os tios e primos e fomos passear só os dois, tal como fazíamos nos tempos de namoro. Fiz algo que não fazia há anos...
Sentados no carro a ouvir uma boa música, contemplando o céu estrelado, e que lindo que estava, cheio de estrelas. Já há muito não via um céu tão lindo, na cidade nem nos apercebemos da beleza das estrelas e da paz que nos transmitem, pelo menos a mim. Soube-me pela vida!

No Domingo um dia de pesca para alguns e pic-nic para outros e após o jantar, regresso à nossa casinha, ao nosso lar. Fomos cinco, regressámos quatro, pois a minha sobrinha não pode lá ficar pois ainda não está de férias! Enfim! Também ela passa pelo que eu hei-de passar, ficarmos longe dos nossos rebentos mas é a vida e nada ou quase nada podemos fazer contra isso, apenas pedir que o tempo passe rápido!

PS - Este post pouco tem a ver com o ratinho, mas quis aqui deixar registado este momento maravilhoso pelo qual passei :)

quarta-feira, 18 de julho de 2007

Está a aproximar-se uma altura de muito trabalho e "alguma solidão"...

Na próxima semana, a minha colega vai de férias logo o trabalho virá para quem, adivinhem, a je pois claro! Mas até não me importo muito, pois assim o tempo parede que passa mais rápido. O mais chato é que vou deixar de ter horas de saída, ou seja, em vez de sair tarde dia sim, dia não, passo a sair tarde todos os dias :(

Nesses dias (saio tarde ainda por cima) tenho que aproveitar todos os minutos com o meu ratinho porque na semana a seguir entro naquela fase do ano em que temos (somos obrigados) a tirar férias um do outro, dái a minha "alguma solidão".

Não sei se é o caso das meninas que me visitam mas a escolinha do B. fecha em Agosto, mais precisamente a 27 de Julho e só abre a 03 de Setembro e eu não posso, nem consigo tirar o mês de Agosto todo de férias, por isso o meu ratinho vai ficar com os Avós. A primeira semana até que fica relativamente perto, 30 km de distância, mas a partir da segunda, já são 250 km que nos vão separar, logo vão ser (1,2,3... estou a contá-los) 10 (longos) dias sem o ver, sem o cheirar, sem os seus miminhos, buáá! E serão só 10 dias se no feriado for ter com eles, pois entro de férias a 16 mas ainda não sei se não tenho que ficar os primeiros dias por aqui!

Todos os anos é a mesma coisa, mas eu NÃO consigo habituar-me a isso! Fico sempre de coração apertado, sinto sempre que não estou completa, falta parte de mim! Enfim! É tentar embrenhar-me no trabalho para que as horas passem a correr, a correr não, a voar, e fique cada vez mais perto o dia de o ir buscar!

PS - Isto não é normal, já estou a sofrer com 15 dias de antecedência! :)

terça-feira, 10 de julho de 2007

Acabou-se...

A Era dos Antibióticos!

Agora é só mesmo o Papá que continua a tomar!

Parece que vamos no bom caminho e a epóca das doenças está a ficar para trás, assim espero!

sexta-feira, 6 de julho de 2007

Mas porquê será...?

Que a doença não abandona a minha casa! :(
Quando não é o filho, é o pai. Quando não é o pai, é o primo. Quando não é o primo, é a cadela!

Agora é o B. que está com uma otite média e a recuperação do R. andou para trás.

Já Chega! Quero deixar de uma vez por todas de ser Enfermeira Familiar!

Neste momento são três a tomar antibióticos: O B., o R. e a Nina.

O que vale é que Mãe não pode/não tem direito a adoecer.