quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Minhas Queridas Amigas/Visitas

Desejo a todos um Bom Ano de 2009
Que vos traga muita sáude, amor, amizade, carinho, dinheiro e tudo o que precisem
Que todos os vossos sonhos sejam realizados e os objectivos concretizados
Que a doença nunca vos atinja e os males fiquem à porta
Que durante os 365 dias de 2009 a Felicidade esteja sempre convosco



Um brinde a 2009

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Peço desculpa...

A todas as minha amigas/visitas por não vos ter desejado um Feliz Natal, nem nos vossos cantinhos nem aqui no meu.
Tive um motivo (menos bom) para o não fazer, além de estar de férias (sei que tenho PC em casa), estive (ainda estou um bocadinho) doente, com uma daquelas gripes de deitar uma pessoa à cama, nem sei como me consegui levantar para ir passar a Noite de Consoada ao Alentejo, à casa da minha irmã.
Não me esqueci de vocês e agradeço às meninas que por aqui passaram.
Espero que o Natal tenho corrido às mil maravilhas para todas vocês.

Beijinhos

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Para ti, Minha Querida Mãe



Querida Mãe, sei que não virás ler este meu cantinho mas não podia passar sem aqui deixar o meu desejo de um Feliz Aniversário e que tenhas passado um dia muito feliz.

Para ti é um dia como os outros, visto que já os deixastes de contar, como tu própria o dizes mas para mim é...

Não sei explicar e talvez nem devesse falar nisso, mas para mim é um dia para comemorar, comemorar mais um aniversário, mais um ano que tivemos todos juntos. Sei que ainda és "jovem" (quero pensar assim) mas com o passar dos anos tem crescido em mim o medo de te perder, o medo de ver chegar aquele dia que ninguém quer e que espero que seja daqui a muitos, muitos anos.

Ainda há pouco tive a ler um post de uma Filha que perdeu a Mãe há três anos e pensei a Sorte que tenho, ainda tenho os Meus Pais do meu lado. Não imagino e verdade seja dito, nem quero imaginar, a dor que se sente... Não quero pensar na dor que o R. sentiu quando a minha sogra morreu... Não quero pensar nisso. Não me sinto preparada para pensar nisso. Sei que é a Lei da vida mas não quero...

Desculpa falar assim, querida Mãe mas todos os anos neste mesmo dia, eu sinto medo, muito medo de te perder pois os anos vão somando, os anos vão passando. Sinto medo todos os dias mas neste é mais intenso.

Um Beijinho do Tamanho do Mundo, deste e de outros que possam existir.
AMO-TE MUITO


A Avó D. faz hoje 65 anos.
Gostava de ter feito uma grande festa (surpresa) de aniversário mas como calha num dia de semana vai resumir-se a um jantar lá em casa.

Vou sair mais cedo para ir comprar a prendinha que lhe vamos oferecer e para poder ajudar o R., que é quem vai cozinhar (sim porque lá em casa é ele que cozinha).
Vamos ter um Jantar em Familia.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Fim de Semana Grande - Parte 3

No feriado fomos passear até Almeirim, que foi onde houve mais um Encontro de Futebol.
Desta vez fomos nós que saimos da zona, tem sido sempre na escolinha onde ele treina.

Saimos depois de almoço, para irmos nas calmas pela estrada nacional, passando por todas as terrinhas. Foi uma viagem gira, ver aquelas terriolas todas no centro do País, aquelas vilas onde as casas não têm mais que um segundo piso, casas baixinhas, casas terreas, muito diferente da zona onde moramos e da zona onde trabalhamos, emque cada vez mais se vêm arranha-céus.
Estava um pouco frio mas ele nem notou, tão entretido que lá andava a jogar. Ganhou alguns jogos, perdeu e empatou outros mas o importante mesmo foi a experiência (mais uma), o convívio, a animação...



Chegámos a casa já à hora do jantar. Banhinho tomado e comidinha na barriguinha, foi a vez de se sentarem (pai, filho e um amigo da familia que passou o dia connosco) no sofá a ver o Shrek I, a Mãmã foi se agarrar ao seu amigo "Ferro de Engomar", que infelizmente a roupa não se passa sozinha ;-) e antes não houve tempo para isso.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Fim de Semana Grande - Parte 2

No Domingo foi dia de irmos ao Circo.
A minha amiga do coração ofereceu-nos os bilhetes e lá rumános a Lisboa para assistir ao melhor espectáculo do Mundo, o Circo.
Foi no Coliseu dos Recreios (nunca lá tinhamos ido).
Verdade seja dita, não foi dos melhores a que assisti (todos os anos pelo Natal vamos) mas como gosto muito e admiro o trabalho das pessoas que tudo fazem para manter o circo vivo, foi um bom momento.
Alguma espera para se entrar no parque de estacionamento e depois para se entrar no Coliseu, mas nada do outro mundo. O que vale é que até estava um fim de dia (18h) sem muito frio e aguentou-se bem.
Havia alegria e risinhos no ar, espectativa na cara das crianças, euforismo, pressa...
Depois de se entrar e de toda a gente sentada, deu-se início ao espectáculo!
Fica aqui uma pequena amostra.



No regresso, aproveitámos e passámos pela Árvore ZON, no Parque Eduardo VII, mas foi só mesmo de passagem pois o circo acabou à hora do jantar e com a fila de trânsito que estava, não apeteceu nada estacionar e sair do carro.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Fim de Semana Grande - Parte 1

Ao contrário do fim de semana anterior, este foi muito "vadio" e agitado.
Começámos no Sábado com o treino do B. e onde nos foi informado que no feriado havia encontro de futebol fora da zona (já volto ao assunto).
Tinha pensado em seguir a tradição e fazer a Árvore de Natal só no dia 8 mas como se tornou muito apertado decidimos fazê-la logo no Sábado, quando chegámos a casa depois do treino e do almoço.
Tiradas as caixas da arrumação, o Pai foi montando a árvore e eu fui tratando da decoração da casa. O B. estava de sofá a jogar à PSP e de vez em quando perguntava:"- Precisam de ajuda?"
Quando chegou a vez de colocar as bolas e fitas lá foi ajudar o Pai e de vez em quando ouviam-se as bolas a rolar pelo chão, o que vale é que não são fáceis de partir.
Depois de tudo arranjadinho, o resultado foi este:

A Nossa Árvore

O Nosso Presépio

Alguma decoração

A decoração das portas da entrada,
da sala e da entrada para os quartos

Está simples mas cheio de AMOR

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Máquina de Pão I

Há uns tempos que andava a ponderar comprar uma máquina de fazer pão.
Como boa apreciadora (e devoradora, para mal dos meus pecados) de pão e como não tenho possibilidade de poder comprar todos os dias de manhã pãozinho fresco, pensava nisso.
Coscuvilhando os cantinhos das meninas, vi vários comentários favoráveis e li sobre as maravilhas que se podiam fazer, bastando para isso uma receita e os ingredientes que se podiam adquirir num qualquer supermercado.
Pois bem, deste fim de semana não passou e a ideia deu origem à concretização. Comprei a dita Maquineta.


Andei pesquisando receitas e encontrei dezenas delas mas foi complicado encontrar uma de pão simples, pão normal, pão caseiro. Para primeira vez não queria nada sofisticado.
Lá descobri duas simples e dirigi-me ao Modelo para comprar o necessário.
Qual não foi o meu espanto quando descobri que existem vários tipos de farinha. Lá escolhi a referida na receita bem como o fermento.
Já estava para me vir embora, quando reparei numa Farinha da Nacional já preparada para pão caseiro, bastava juntar água. Nem olhei para trás, apesar de mais cara, trouxe-a (a 1.ª vez tinha que correr bem para que não perdesse o entusiasmo).
Só ontem tive hipótese de experimentar a minha nova amiga. Com a ajuda do B. lá segui as instruções e posemos o NOSSO primeiro pãozinho a fazer.
De vez em quando ia lá espreitar para ver como estava a correr. Quando começou a cozer e passado algum tempo o que vi foi isto... Já me crescia água na boca...


Passadas três horas o resultado foi este.



E estava optimo!!!! A manteiguinha a derreter... Uma maravilha.


Apenas achei que a côdea ficou um pouco para o dura, se calhar não devia ter tirado logo o pão da máquina e da forma. Mas para primeiro ficou muito bom.
Também tive alguma dificuldade a retirá-lo da forma pois as peças que amassam não se queriam soltar da máquina nem do pão, untei-as com oleo como aconselhavam mas primeiro que as soltasse do encaixe quase que desmanchei o pão todo, se calhar ficou a faltar algum passo que eu não vi. Alguma das meninas percebe disso que me possa ajudar?
Fiquei fã, agora é começar a experimentar outras receitas.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Fim de Semana Grande + um dia

Este fim de semana teve direito não a três mas sim quatro dias em casa.
E quando digo casa não é no sentido figurativo da palavra.
Quinta-feira foi dia da "constipação" bater à porta e não sei como entrar e "atacar" o B.
Qundo o fomos buscar, vinha muito murchinho e um tanto ou quanto quentinho.
Febre medida ao chegar a casa, o termómetro marcava 39º.
Muita tosse e espectoração. Chegou em grande e de repente.
Benuron tomado, máquina dos aerossois à mão e a funcionar.
Passei a noite a levantar-me para ver se não piorava e de manhã decidi ficar com ele pois a febre não ia abaixo dos 37,5º.
Passou os dias sem sair de casa.
Hoje já foi para a escolinha, muito a custo, cheio de sono e frio, a reclamar e choramingar que não queria, mas teve que ir. Já não tem febre. Tosse e especturação ainda tem alguma mas já se vêm melhoras.
E não imaginam o que me custou levantar hoje, não foi só ele, depois de quatro dias sem me levantar cedo, hoje já não estava habituada, queria a minha caminha ;)

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Post de Uma Mãe Super Mega Hiper Babada

Na 6.ª feira, quando chegámos a casa, o B. disse-me que tinha dois recados na mochila da escola.
Como é hábito, assim que chego vou ver-lhe a mochila e lá estavam duas micas com a avaliação de Setembro e Outubro, para tomarmos conhecimento e assinar.
Não será necessário dizer que assim que pôs os olhos no quadro fiquei com um sorriso de orelha a orelha.
Ora vejam lá se não tinha razão para isso:





Em Setembro houveram algumas arestas a limar que, a ver, pela avaliação de Outubro foram limadas.
Espero que continue assim.
Sinto-me Muito, Muito, Muito Orgulhosa do Meu Filho em muitos aspectos e este é mais um.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Ora vamos lá a ver se desta consigo...
Aqui está a carta!

Carta ao Pai NatalCarta ao Pai Natal de Bruno

domingo, 16 de novembro de 2008

O B. não quis perder tempo e também já se antecipou.
Aqui está a sua carta ao Pai Natal
...


PS - Não sei porquê não estou a conseguir colocar aqui o link e como já estou a ficar assim um pouco para o sem paciência, vou ali passear um pouco e depois volto a tentar...

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Obrigado a todas as meninas que por aqui passaram e demonstraram a sua preocupação.
Agora sim, já posso falar.
O Pai R. na passada semana foi internado no hospital, os sintomas não eram muito animadores e pareciam ser de um AVC.
Graças a Deus não foi isso que ele teve e após alguns exames, ainda estamos sem saber do que se tratou/trata mas já está em casa. Teve alta hoje.
Os resultados dos exames são contraditórios e como a médica lhe disse, é um caso "estranho".
Agora iremos consultar outro médico e tentar saber do que se trata pois o sintoma mais acentuado ainda se verifica.
Foi uma semana cansativa... Mas já acabou!!

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Desculpem a ausência, mas neste ultimos dias têm acontecido muitas coisas menos boas que me deixaram em baixo.
Espero que se resolvam o mais rápido possível e que os resultados não sejam os piores...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Mais um selinho/desafio


Oferecido pela minha Querida Amiga Ana Paula. Obrigado mais uma vez, Linda :-)

As regras são:
1. O vencedor recebe o prémio e poderá colocá-lo no seu blog; (acho que não devia ser poderá mas sim deverá)
2. Deveremos fazer referência à pessoa que nos endereçou o miminho
3. Enviar o mesmo prémio para sete pessoas cujo blogs sejam uma inspiração
4. Deixar um comentário nos blogs seleccionados permitindo assim que eles saibam que foram presenteados e quem os presenteou

E os resultados são:
Tcham! Tcham! Tcham! Tcham!


Seguem já a seguir após um breve intervalo...


Deixando a brincadeira e passando a coisas sérias:
1. Feito
2. Tratado logo no inicio para não perder tempo!
3. A parte mais dificil, as desafiadas são:
* A menina que me enviou mas não vale para a contagem
* Mãmã Paula - http://paulaefilhotes.blogspot.com/
* Mãmã Sofia - http://piolhitobruno.blogspot.com/ (privado)
* Mãmã Rute - http://diario-o-meu.blogspot.com/ (privado)
* Mãmã Inês - http://tempestivas.blogspot.com/ (privado)
* Mãmã Sónia - http://bigitaameditar.blogspot.com/
* Mãmã Marta - http://principegoncalinho.blogspot.com/ (privado)
* Mãmã Ana Guida - http://o-kikinho.blogspot.com/
* Mãmã Paulicas - http://anossabeatriz.blogspot.com/ (privado)
* Mãmã Luísa - http://soldeoutubro.blogspot.com/

4. Assim que termine vou avisá-las

Sei que ultrapassa as sete mas como geralmente são dez, eu aproveito a dica e fico ao meio! Mas as regras não são estas!!!!
Eu gosto de ser diferente...

quarta-feira, 29 de outubro de 2008



Em 2006, fomos ao Zoo Marine e ele trouxe de lá um peluche em formato de Golfinho que produz a "voz" dos magníficos bichinhos.
O peluche servia de "bibelou" até à cerca de quatro meses, em que o B. passou a dormir agarrado a ele. Sempre que se deita, é vê-lo à procura do seu amiguinho e se por acaso não o encontra está tudo "estragado".
De manhã e para que acorde bem disposto, costumo pôr o Golfinho a "chamá-lo".
Quando era bébé tinha o seu Ó-Ó, agora tem o seu Golfinho.

No Domingo passado, o Avô teve que ir à terra e a Avó ficou sozinha com a gata. Como sei que ela tem medo de ficar sozinha, principalmente à noite, perguntei ao B. se ele não queria ir fazer companhia à Avó, dormindo lá com ela essa noite. Perguntou porquê, ao que lhe respondi que a Avó tinha medo de estar sozinha.
Resposta pronta:
"- Mãe, eu empresto o meu Golfinho à Avó para que ela não fique sozinha e não tenha medo."

O meu filho é o máximo, abdicava do seu amigo, da sua companhia, para que a Avó não se sentisse só. Fiquei enternecida com as suas palavras.
Expliquei-lhe que a Avó iria adorar mas que o bom mesmo, era ele ficar lá também. E assim foi, lá o fui deixar, a ele e ao Golfinho.

domingo, 26 de outubro de 2008

Adivinhem...

De onde escrevo este post!
Pois bem, eu digo!
No quentinho da minha casa, em cima da minha cama!!!
Não sei se sabem mas eu não tinha PC em casa mas como o R. voltou a ser estudante, tivemos que antecipar este investimento e adquirimos um Portátil.
Agora já posso vir visitar-vos ao fim de semana e até escrever algumas coisitas.
Não posso é monopolizar o PC pois o será a dividir pelos dois, pois o do B. está para chegar, vamos oferecer-lhe o Magalhães.
Para quem não tinha nenhum computador, vamos passar a ter dois.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Emoções de Uma Mãe de Um Estudante

A vida estudantil dos nossos filhos, trazem muitas emoções.
Na altura do ínicio do ano escolar, senti todas aquelas emoções que aqui descrevi.
Ontem senti mais uma, que me deixou de coração cheio, de sorriso nos lábios, de felicidade no rosto (tive que ir buscar um lençol para não molhar o chão, tanta era a minha baba).
Ontem pela primeira vez, ouvi o meu filho a ler. A ler, imaginem...
A professora optou pelo método das 28 palavras, onde vão começam por aprender certas palavras que irão originar outras. As primeiras são menina e menino e depois seguem outras com as sílabas destas.
Ontem quando chegou a casa, disse que o TPC era ler o caderno. Depois do jantar lá nos dedicámos à leitura. Assim, que abriu o caderno e estando a palavra "menina" separada, logo me explicou que eram as "síbalas".
Depois de o ter corrigido, começou a leitura: menina, nina, nini, mena (que não acertava nem por nada), a seguir veio menino, nino, nome (esta com alguma dificuldade). Tive que lhe explicar algumas coisitas mas poucas, as letras A e O sozinhas têm uma entoação diferente, o E sem acento também. Pequenas coisitas como estas, que para ele são "gigantes".
Mas achei lindo, ele com o seu dedo passar por cima da letras e ir lendo as sílabas. Emocionante mesmo.
Qualquer dia em vez de ser eu a ler-lhe uma história, já é ele que me lê a mim.

Imagens retiradas da net

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Como ando muito preguiçosa e sem inspiração, a minha querida amiga achou por bem "obrigar-me" a escrever desafiando-me.
E como não posso deixar de responder a um desafio, aqui vai:
* Há 10 anos: Andava iludida com a vida, julgava que bastava um amor e uma cabana e tudo seria um Mar de Rosas. Saimos da casa dos nossos pais para uma só nossa, alugada, o Nosso Primeiro Ninho.
* 5 snacks: cachus, pinhões, batatas fritas, bolachas
* 5 canções que sei de cor: atirei o pau ao gato, parabéns a você, algumas dos Delfins e Pedro Abrunhosa
* 5 coisas que não voltaria a vestir/calçar: mini-saias, saias rodadas, saias plissadas
* 5 brinquedos que gosto: brincar com o meu filho, jogos de computador que envolvam pensar, puzzles
* 5 blogs que desafio: esta é mais complicada e como gosto de ser/fazer diferente, desafio quem por aqui passar e que se sinta desafiada/o

Já está e não custou muito
;-)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Ando muito preguiçosa e não sei o que hei-de escrever.
A vidita lá vai seguindo sem grandes novidades.
O B. parece ir bem na escola, avaliando pelos "certos" que traz nos seus livros e pelas conversas "inteligentes" que tem connosco à mesa, quando (todo contente e com ar de doutor) nos tenta ensinar o que aprendeu na aula.
Nos tempos que correm, os miudos aprendem as coisas mais cedo, matérias que apenas dei na terceira e quarta classe, já o B. fala delas, o exterior e o interior, a direita e a esquerda (que ele já sabia distinguir), o dentro e fora, o mais que e o menos que...
Lembro de na primeira classe, quase que aprender apenas as vogais e as consoantes e pouco mais. Hoje sinto que os miudos vão muito mais à frente!!! E ainda bem!!!

Ana Paula, já cá está e mais completo e tudo, lol!

Este post surgiu na sequência de uma conversa por messenger, onde eu dizia que não sabia o que dizer e acabei por criar um post. Dando largas à escrita, saiu o que podem ler lá em cima.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Só para que fique registado:
Aos 6 anos, 5 meses e 12 dias (22 Set. 2008) o B. pesava 29 kilos e media 1,22m.
Está no percentil 95 em tudo.

Não faço ideia onde irá parar!!!! O pediatra acha-o "gordo" mas os meus olhos não me dissem isso, está um pouquinho mais reconchudo é verdade mas não o acho gordo, ele é massiço por isso pesa tanto. E para a altura que tem acho que está equilibrado.

Peço desculpa...

Às minhas visitas que cá vêm à procura de novidades nossas mas o tempo/vontade/inspiração andam escassos por estes lados.
O B. lá vai seguindo em frente na escolinha, já aprendeu algumas coisitas, outras relembrou e até agora parece ser um aluno aplicado.
Já começou as suas actividades desportivas: Futebol ao Sábado, Natação à Quarta e Ginástica à Quinta, o que para ele é novidade (na semana passada chegou todo contente pois tinha aprendido a dar cambalhotas).

Em relação aos TPC, todos os dias traz alguns para fazer, não são muitos, um exercício ou dois, em que cada dia é de uma "disciplina". Fá-los no ATL, apenas traz para casa os de sexta-feira.
Todos os dias vejo a sua mochila e os seus cadernos, gosto de saber o que ele aprendeu e incentivá-lo a fazer melhor.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Entrada na Escola Primária II

Dia 15 de Setembro, Início Oficial do Ano Lectivo 2008-2009

Ao toque da entrada (8h00), estavámos a atravessar o portão da escola.
O B. com a sua lancheira e a Mãe carregada com a mochila e as cartolinas. Coitaditos dos miúdos que no primeiro dia não têm a possibilidade de terem os pais a acompanhá-lo, vão pesados e bem pesados. O que vale é que os materiais ficam na escola e só trazem com eles os livros para TPC.
Ia tão contente!!!



Depois de conseguirmos entrar, sentou-se numa carteira e após os beijinhos e recomendações, vim embora e trouxe comigo a nostalgia e a lágrima no olho. O MEU BÉBÉ JÁ ESTÁ NA ESCOLA PRIMÁRIA.



Á hora do recreio (10h30) fomos vê-lo. O meu coração estava em pulgas para saber se ele estava bem, se já tinha comido a merenda, se já tinha feito alguns amigos, se tinha com quem brincar...
Fomos encontrá-lo feliz da vida, a correr de um lado para o outro. Ficou com um sorriso rasgado quando nos viu. Ficámos com ele (do lado de fora da rede claro, mais parecia que estava numa prisão, lol) até ao toque da entrada e não houve qualquer problema ou choraminguice para voltar para a sala.



Voltámos lá à hora da saída (13h) mas desta vez não nos mostrámos, quisemos ver como funcionava a "recolha" do ATL. Ao principio ele ficou um pouco apreensivo pois não sabia o que fazer mas não se atrapalhou, voltou atrás e quando regressou vinha de mão dada à professora que o entregou à C. Ele não sabia, e eu também não, que tinha de ir ter ao portão pois a C. não pode entrar na escola, tem que os recolher ao portão.

Quando o fomos buscar ao ATL, estava bem disposto a brincar e já com os TPC feitos.

Acho que a Entrada na Escola correu bem, vamos a ver daqui para a frente!

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Entrada na Escola Primária I

No dia 12, foi o dia em que o B. entrou pela primeira vez na sua nova escolinha, conheceu a professora e os seus novos colegas de turma. Foram apenas por duas horas para se ambiantarem à sua nova vida estudantil.
Ele ia eufórico, já queria levar os livros e a mochila.
Nós fomos com ele.
Quando entrámos, recuei muitos anos atrás. Vi-me a entrar naquela escola, naquele pavilhão, subir aquelas escadas, os degraus de madeira, o cheiro, está tudo como eu me lembrava.
Por pouco o B. não ficou na mesma sala onde passei quatro anos da minha vida, ficou na sala à frente, na sala do lado direito, enquanto eu andei na do lado esquerdo.
Foi engraçado passar de Estudante a Encarregada de Educação, ver muitos pais que foram estudantes comigo, aperceber-me que a Vida dá muitas voltas mas parece que voltamos sempre ao mesmo sítio.
Foi gratificante deixá-lo ali, como Menino Crescido, sentado na sua carteira, virado para a professora e para o quadro, sem chorar, sem mostrar tristeza. Deixá-lo na sala onde irá aprender muita coisa, onde irá crescer mais um pouco no seu conhecimento, onde (espero eu) se sinta feliz e que goste de lá estar, que goste de aprender.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Voltei

Já voltei ao serviço há uma semana mas como podem imaginar, o trabalho (a minha parte) acumulou-se e tive que o meter em dia.
As férias correram bem, não foram tão boas como o ano passado mas pelo menos deu para descansar. Por incrivel que pareça, nem sequer tirei uma foto.
Os planos sairam furados e não pode ir ao Porto, ver o Red Bull Air Race nem conhecer uma menina blogueira que eu andava felicíssima de a ir conhecer e aos seus meninos. Miga, fiquei mesmo triste mas fica para uma próxima, está prometido.

Esta semana começou com uma nova etápa.
O B. entrou para a Escola Primária, ontem foi o 1.º Dia Oficial de Aulas.

Já venho contar como foi... e como não me sinto preparada para o deixar sair debaixo da minha asa. Mãe Galinha é o que é.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008



A quem regressa de férias, um bom regresso!
A quem fica, um bom trabalho!
A quem como eu vai, umas optimas férias!

Regressamos em Setembro e espero, com muitas estórias para contar e que vocês tenham muitas estórias para eu ler.
Beijinhos doces a quem por aqui passa e...

Até Lá!

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Nova residente

Apresento-vos a "Mariana" (não fiquem ofendidas as Mãmãs das meninas com esse nome).
Uma Ratinha Russa, a quem o B. pôs o nome que a Mana há-de ter (o gaiato gosta mesmo do nome).



Houve um dia que ao ir buscá-lo à Lulu, deparámo-nos com um gatinho bébé que andava na rua abandonado e que por força o B. queria trazer para casa, pois coitadito estava sozinho, com frio, com fome (sai à Mãe e a Avó com coração mole para animais principalmente abandonados).
Como temos a Nina e o Papá não gosta lá muito de gatos, fizémos-lhe ver que não podia ser.
Assim que acabei de falar, o rapaz rompe num prando desgraçado, com lágrimas grossas e soluços, fiquei para morrer, o meu menino estava mesmo, mesmo triste e com muita pena do gatinho.
Prometi-lhe que não levávamos o gatinho mas se ele quissesse comprava-lhe um hamster (há não sei quanto tempo que ele pedia um) ou um coelhinho, o que ele preferisse. É claro que aproveitou a oportunidade e disse que queria um ratinho mas não deixou de estar triste pelo gatinho e quando já estávamos no carro ainda perguntou para onde iria o gatinho e quem iria tratar dele.
E como prometido é devido, assim que chegámos fomos à procura do hamster e trouxemos a "Mariana".

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Contagem decrescente

Para ir de férias.
Faltam dois dias e meio. Apartir das 18h15 do dia 14 de Agosto de 2008, entro ofialmente de férias. YUPPI.
Vou me juntar ao filhote e ao Papá que já estão de férias há alguns dias.
E só regresso, se correr como planeado a 9 de Setembro.
Pelo meio, estão algumas coisitas combinadas, algumas visitas a fazer, alguns passeios a dar e um encontro muito importante marcado :-)

Tanto por dizer...

E não tenho tido oportunidade.
Na quarta-feira passada tivemos um serão diferente.
Chegou por correio uma encomenda que fiz aqui e que está linda, linda (um máximo Miga) e o serão foi passado a tentar montar o puzzle.
Fiz de conta que não sabia qual era o desenho e que tinhamos que ir vendo pelas cores. Demorou um pouco pois as cores são muito parecidas e eu apenas tinha visto por foto como iria ficar. O puzzle é uma montagem com fotos de nós os três com alguns desenhos de animais e o nome dele. Quando começou a tomar forma o Pai depressa descobriu a minha foto e ia dizer mas eu fiz-lhe sinal para que se calasse. A peça a peça foram aparecendo as fotos e diz ele muito espantado: "- Olha a minha cara! E aqui está a Mãe e o Pai!"
Foi engraçado e achei muita graça à cara dos dois pois acabou por ser surpresa para o B. e o R.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Como muita meninas disseram e muito bem, aquele Sábado foi passado no Jardim Zoológico de Lisboa.
Entrámos às 10h00 e saímos de lá às 19h30.
Vimos todos os espectáculos que tinham para apresentar, visitámos todos os animais, andámos no teleférico, por DUAS vezes e demos a voltinha no comboio.
O B. andava eufórico, enquanto não andou no teleférico, não descansou e ainda por cima quis andar a segunda vez. Não que a Mãmã lhe apetecesse muito, mas como uma das nossas companheiras apenas tem 13 anos, tive que ir com eles. Á terceira já não me convenceram. Tenho a impressão que por ele passava a tarde toda às voltas no teleférico.
Depois foi a vez do comboio, não se calou até entrarmos na fila de espera e a nossa/minha sorte (se não bem que o podia ouvir) foi conseguirmos ir na última viagem do dia.
Foi um dia muito bem passado, houveram alturas que até parecia que estava de férias fora de Portugal, nem me apercebia estar na capital. Não estava nem muito calor, nem muito frio, a temperatura estava amena, agradável para aquele tipo de programa.
Fiquei fascinada. A primeira e última vez que fui ao Zoo, foi na altura da escola primária, como podem ver, há muitos anos atrás e não esperava o que encontrei. A dimensão, o número de animais, a forma como estão organizadas as zonas, tudo me fascinou, tudo me deixou de "boca aberta" e ao B. também pois não queria de maneira nenhuma vir embora.
É um passeio/visita/programa que recomendo.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Nada tem a ver com o tema do Blog I

Mas não quero esquecer a data.
Hoje fui fazer algo que andava para fazer há anos, e quando digo anos são mesmo anos, talvez uns sete ou oito.
Hoje tomei coragem e decidi-me.



O que acham? Giro não está?

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Um cheirinho do passado Sábado...

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Sei que estou em falta.
Falta falar do Sábado, que posso desde já adiantar que foi OPTIMO, adorámos, mas neste momento é-me muito complicado vir cá dar novidades, estou sozinha com o chefe, a minha colega está de férias. Vão ser duas semanas assim.
Vou tentar matar-vos a curiosidade.
O post anterior tinha mesmo que ser escrito...

Até Já

terça-feira, 29 de julho de 2008

29 Julho 2008

Hoje é o último dia de Escolinha do B.
Finaliza mais uma étapa da sua vida...
Em Setembro inicializar-se-á outra, não digo mais importante pois acho que todas as étapas têm a sua devida importância nos seus momentos. Será uma étapa onde se abrirão as portas ao conhecimento, à aprendizagem de uma forma mais alargada, à descoberta de novas coisas!
Ao deixá-lo na escola, senti uma certa nostalgia, uma lágrima teimava em aparecer. Foram 3 anos de convivência, de ajuda, de ensinamentos, de alegria e amizade. Sinto que o B. na F. tinha além de uma educadora, uma amiga e é por isso que fico triste, a despedida, o não voltar em Setembro.
Agradeço do fundo do coração à F.; a forma como tratou dele, tudo o que lhe ensinou, a ajuda que me deu na sua educação (sou da opinião que os Educadores/professores nos ajudam na educação dos nossos filhos), o prestável que se demonstrou em certas alturas, o quanto o apoiou na altura do D. Levo-a comigo, deixou marca, uma optima marca.

Além de uma florzinha com uma pequena dedicatória (igual para todas) que o B. ofereceu a todas as que com ele mais directamente lidavam, ofereceu também à F. uma moldura personalizada, encomendada aqui e que ficou "linda de morrer". Houve um dia que com a desculpa de ficar para o album dele, consegui tirar uma foto dos dois e foi essa que usei. A acompanhar o embrulho ia um postal com um desenho e umas palavritas escritas por ele. A F. ficou como eu, de lágrima no olho, eu por ser a despedida, ela pela lembrança e pelo postal.

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Sábado Fabuloso II

Quando entrámos, demos uma voltinha pelo recinto para ver que brincadeiras e jogos haviam. Desde insufláveis para crianças pequenas e grandes, jogos tradicionais, jogos de Nintendo, pinturas faciais e lugares para eles abrirem asas à imaginação e desenharem, havia um pouco de tudo.
Desde logo algo chamou a atenção do B. e enquanto não voltámos para lá, não descansou. Não quis nem nos deixou ver tudo o que havia, só depois, depois de estarmos meia-hora numa fila para ele em dois minutos e meio escalar uma parede e descer de "escorrega", é que acalmou.
Para todas as brincadeiras havia fila, o que é natural, eram muitas crianças as que lá estavam, mas a Escalada batia os recordes.
Passado pouco tempo de ele descer começou-se a ouvir os apresentadores no palco e dirigimo-nos para lá.
Euforia total. A Banda do Panda estava a ser apresentada. Estava ali, à frente dele. O Panda, o Crocas, o Kinkas, o Riscas e o Urso Tammy (acho que é assim que ele se chama).


Depois veio o Avô Cantigas, que me arrepiou pois a sua primeira canção foi uma Canção que tem 20 anos e da qual ainda me lembro da letra: "Eu sou o Avô Cantigas", e o Fantasminha Brincalhão.


A seguir a personagem que mais mexe com a criançada, o Noddy e por fim as Docemania.


Ao princípio estava muito envergonhado e nem se mexia mas depois lá descontraiu e cantou e dançou. Mas nós não lhe podiamos dizer nem fazer nada, se não o mau feitio vinha ao de cima. O meu filho quando está rodeado de muita gente fica muito envergonhado e introvertido.
Quando estavam a cantar as Docemania (últimas a actuar) viemos embora, ainda passámos por algumas brincadeiras mas depois saimos logo pois estava tudo visto e não queriamos apanhar muita confusão.



Mais uma vez quis ir escalar mas a fila era enorme, não podemos ficar.
Chegámos a cansados mas muito felizes, ele porque tinha estado no Festival do Panda, nós porque lhe podémos proporcionar uma tarde de brincadeira e felicidade.

PS - Próximo Sábado mais uma surpresa, que isto agora é assim. Temos que aproveitar a vida e aproveitá-los a eles, pois há-de chegar o dia que eles vão preferir ir com os amigos do que connosco.

terça-feira, 22 de julho de 2008

Sábado Fabuloso I

Com sempre o B. dormiu até tarde, o Pai teve que ir acordá-lo por volta das 11h30 pois ainda precisava de tomar um duchinho e arranjar-se para irmos passear.
Como tinha dito que não queria ir à praia (amuado porque não podia ir ao Festival do Panda), iamos passear. Não sabiamos aonde, iamos pela estrada fora.
Depois do amuo pois não iamos à praia e não lhe diziamos onde era o passeio, lá saímos de casa a caminho de Lisboa.
Sempre atento ao caminho, reconheceu a Ponte 25 de Abril pois já por lá tinhamos passado.
Após alguns kilometros perguntou-nos como se chamava aquela terra, ao que lhe respondemos Cascais.
Passados uns segundos, ouvimos lá detrás:
"- Mãeeeee... Cascais?! Mas é aqui o Festival do Panda!
- A sério, filho?
- Sim e hoje que dia é?
- Dia 19.
- Então vamos ao Festival do Panda!! (dito com um sorriso do tamanho do Mundo)
- Não, filho, viemos só ver o mar e comer no Mac Donalds. Assim que almoçarmos voltamos para casa.
- Olha a mentira (é assim que ele diz quando está perante uma mentira). Estás a mentir. Vamos ao Festival."
Não conseguimos enganá-lo mais.
Cascais tinha vários postes com publicidade ao Festival. O Mac Donalds estava cheio de gente, pais com filhos, uns que já tinham ido, outros que ainda iam...
Assim que acabámos de comer fomos à procura do sitio pois o R. tinha uma vaga ideia de onde ficava mas não tinha a certeza.
Encontrámos à primeira e tivemos a sorte de arranjar estacionamento bem perto da entrada.
Ainda estivemos dentro do carro um pouco a ver se a fila ficava mais pequena pois na valia a pena ir para lá e ficar de pé à espera.
Pouco tempo aguentámos no carro pois não imaginam a ansiedade dele a querer ir.
Primeiro fomos a um parque que havia lá ao lado onde tinha um lago com patos, pavões, muita verdura, muita sombra, uma maravilha.




Após uma voltinha e algumas fotos, lá nos dirigimos à entrada, pouco esperámos. Passados uns minutos, entrávamos no recinto.
A felicidade dele era enorme.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Como nenhuma das meninas adivinhou onde vamos este Sábado, eu conto.
Mas

não se pode dizer ao B. pois é segredo, preparei-lhe mais esta surpresa.

Vamos ao

Houve um dia que ele viu no Canal Panda anunciarem o Festival, fixou a data e o local e veio ao pé de mim pedir-me se podiamos ir.
O que ele não sabia e não sabe, é que a Mãmã já se tinha adiantado e já tinha comprado os bilhetes.

Ana Luísa, obrigado pelo dica! O Festival dura até quando?

Dia de Azar

Pois bem, parece que esse dia já passou, não me aconteceu mais nada em especial, excepto uma quebra de tensão devido ao calor.
Não me dou nada bem com as temperaturas altas e por vezes acontecem-me destas. Tinha logo que ser naquele dia, para juntar às outras peripécias por que passei.
Agora já estou bem. Parece que o azar foi para outra freguesia.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Hoje o dia...

Começou mal... e bem.
Começou mal pois levantámo-nos 45 minutos mais cedo para apanhar o comboio e quando estávamos na estação à hora dele partir, sou informada que o comboio, por avaria, tinha sido suprimido e só haveria o seguinte, meia-hora depois.
Conclusão, meia-hora de seca na estação e meia-hora de atraso na picagem do ponto.

Começou bem para o B. pois assim que entrou no comboio e como viu a porta do maquinista aberta e o revisor a sair da cabine, olhou para mim como que a pedir autorização e como sorri não perdeu mais tempo e perguntou se podia ir ver.
O senhor respondeu-lhe que teria que perguntar ao colega pois ele não mandava nada e fiquei cheia de orgulho quando ouvi: "- Posso ir aqui ao pé de você?".
Achei piada à frase, não estava bem dito claro está, mas o tratamento por "você" a uma pessoa mais velha e que não conhece, para mim é que conta. Muito educadinho o meu filhote.
Desta vez nem a PSP me valeu, assim que teve resposta positiva, deu-ma para guardar e não quis mais saber dela.
Foi o caminho quase todo na cabine do maquinista.
Saiu de lá com um sorriso de orelha a orelha.

O dia para mim começou mal e parece que é para continuar.
Fui almoçar com o meu afilhado e não é que o rapaz quando estava ao meu colo se esqueceu que não tinha fralda e... Podem adivinhar o que aconteceu a seguir, não é verdade?
Tive que passar pela escolinha do B. que me viu e queria vir comigo, ficou tristinho, tristinho e eu de coração partido.
Depois a caminho do trabalho meti um pé num buraco que ia caindo.
Deixa ver o que me falta mais acontecer...
O lanchinho correu às mil maravilhas.
Dancei, pulei, estive rodeada de crianças, igualei-me a elas. Adorei.
O B. adorou ainda mais que eu pois estava eufórico por a Mãe estar ali a brincar com ele e com os amigos.
Senti alguns olhos de reprovação sobre mim mas não quis nem saber, para mim o que importou foi que o meu filho estava feliz e os amiguinhos dele também. Sou a Mãe do B. e muito requisitada.

terça-feira, 15 de julho de 2008

A Festa correu muito bem.
Não consigo explicar o que senti ao entrar naquele auditório e ver todas aquelas crianças, muitas delas de cartola na cabeça.
Como Mãe Galinha que sou, fiquei de lágrima no olho e quase, quase chorei ali em frente de todos.
Houve um momento musical e palhaços, depois foi a entrega dos diplomas.
O B. estava muito bem disposto e foi todo contente receber o seu diploma.
Estava a ver que ficava sem recordação do momento pois quase na hora H, acabaram-se as pilhas da máquina, o que me valeu foi estar lá a avó de uma menina da sala dele a quem perguntei se por acaso tinhas pilhas e qual não é a minha sorte que tinha mesmo.
Consegui registar o momento. Depois deixo aqui algumas fotos.
Daqui a pouco vou para o lanchinho que a escola oferece aos meninos e aos Papás.

Estou tão mas tão orgulhosa do meu filho que a roupa não me serve de tão "inchada" que estou.

Festa de Finalista

Hoje é a sua Primeira Festa de Finalista.
Digo primeira pois pelo que já me apercebi vão haver mais.
Na minha época não tivemos direito a Festa de Finalistas, tivemos a despedida da professora e nada mais. Os meus pais ofereceram-me uma prenda e ficámos por aí.
Acho engraçado o fazerem uma festa para os miudos que vão para a Escola Primária e vou achar ainda mais, quando o vir de cartola e diploma nas mãos, sim porque vai ter direito a isso.

EsTá GrAndE o meu Filhote!

Imagem retirada da net