quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Minhas Queridas Amigas/Visitas

Desejo a todos um Bom Ano de 2009
Que vos traga muita sáude, amor, amizade, carinho, dinheiro e tudo o que precisem
Que todos os vossos sonhos sejam realizados e os objectivos concretizados
Que a doença nunca vos atinja e os males fiquem à porta
Que durante os 365 dias de 2009 a Felicidade esteja sempre convosco



Um brinde a 2009

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Peço desculpa...

A todas as minha amigas/visitas por não vos ter desejado um Feliz Natal, nem nos vossos cantinhos nem aqui no meu.
Tive um motivo (menos bom) para o não fazer, além de estar de férias (sei que tenho PC em casa), estive (ainda estou um bocadinho) doente, com uma daquelas gripes de deitar uma pessoa à cama, nem sei como me consegui levantar para ir passar a Noite de Consoada ao Alentejo, à casa da minha irmã.
Não me esqueci de vocês e agradeço às meninas que por aqui passaram.
Espero que o Natal tenho corrido às mil maravilhas para todas vocês.

Beijinhos

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Para ti, Minha Querida Mãe



Querida Mãe, sei que não virás ler este meu cantinho mas não podia passar sem aqui deixar o meu desejo de um Feliz Aniversário e que tenhas passado um dia muito feliz.

Para ti é um dia como os outros, visto que já os deixastes de contar, como tu própria o dizes mas para mim é...

Não sei explicar e talvez nem devesse falar nisso, mas para mim é um dia para comemorar, comemorar mais um aniversário, mais um ano que tivemos todos juntos. Sei que ainda és "jovem" (quero pensar assim) mas com o passar dos anos tem crescido em mim o medo de te perder, o medo de ver chegar aquele dia que ninguém quer e que espero que seja daqui a muitos, muitos anos.

Ainda há pouco tive a ler um post de uma Filha que perdeu a Mãe há três anos e pensei a Sorte que tenho, ainda tenho os Meus Pais do meu lado. Não imagino e verdade seja dito, nem quero imaginar, a dor que se sente... Não quero pensar na dor que o R. sentiu quando a minha sogra morreu... Não quero pensar nisso. Não me sinto preparada para pensar nisso. Sei que é a Lei da vida mas não quero...

Desculpa falar assim, querida Mãe mas todos os anos neste mesmo dia, eu sinto medo, muito medo de te perder pois os anos vão somando, os anos vão passando. Sinto medo todos os dias mas neste é mais intenso.

Um Beijinho do Tamanho do Mundo, deste e de outros que possam existir.
AMO-TE MUITO


A Avó D. faz hoje 65 anos.
Gostava de ter feito uma grande festa (surpresa) de aniversário mas como calha num dia de semana vai resumir-se a um jantar lá em casa.

Vou sair mais cedo para ir comprar a prendinha que lhe vamos oferecer e para poder ajudar o R., que é quem vai cozinhar (sim porque lá em casa é ele que cozinha).
Vamos ter um Jantar em Familia.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Fim de Semana Grande - Parte 3

No feriado fomos passear até Almeirim, que foi onde houve mais um Encontro de Futebol.
Desta vez fomos nós que saimos da zona, tem sido sempre na escolinha onde ele treina.

Saimos depois de almoço, para irmos nas calmas pela estrada nacional, passando por todas as terrinhas. Foi uma viagem gira, ver aquelas terriolas todas no centro do País, aquelas vilas onde as casas não têm mais que um segundo piso, casas baixinhas, casas terreas, muito diferente da zona onde moramos e da zona onde trabalhamos, emque cada vez mais se vêm arranha-céus.
Estava um pouco frio mas ele nem notou, tão entretido que lá andava a jogar. Ganhou alguns jogos, perdeu e empatou outros mas o importante mesmo foi a experiência (mais uma), o convívio, a animação...



Chegámos a casa já à hora do jantar. Banhinho tomado e comidinha na barriguinha, foi a vez de se sentarem (pai, filho e um amigo da familia que passou o dia connosco) no sofá a ver o Shrek I, a Mãmã foi se agarrar ao seu amigo "Ferro de Engomar", que infelizmente a roupa não se passa sozinha ;-) e antes não houve tempo para isso.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Fim de Semana Grande - Parte 2

No Domingo foi dia de irmos ao Circo.
A minha amiga do coração ofereceu-nos os bilhetes e lá rumános a Lisboa para assistir ao melhor espectáculo do Mundo, o Circo.
Foi no Coliseu dos Recreios (nunca lá tinhamos ido).
Verdade seja dita, não foi dos melhores a que assisti (todos os anos pelo Natal vamos) mas como gosto muito e admiro o trabalho das pessoas que tudo fazem para manter o circo vivo, foi um bom momento.
Alguma espera para se entrar no parque de estacionamento e depois para se entrar no Coliseu, mas nada do outro mundo. O que vale é que até estava um fim de dia (18h) sem muito frio e aguentou-se bem.
Havia alegria e risinhos no ar, espectativa na cara das crianças, euforismo, pressa...
Depois de se entrar e de toda a gente sentada, deu-se início ao espectáculo!
Fica aqui uma pequena amostra.



No regresso, aproveitámos e passámos pela Árvore ZON, no Parque Eduardo VII, mas foi só mesmo de passagem pois o circo acabou à hora do jantar e com a fila de trânsito que estava, não apeteceu nada estacionar e sair do carro.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Fim de Semana Grande - Parte 1

Ao contrário do fim de semana anterior, este foi muito "vadio" e agitado.
Começámos no Sábado com o treino do B. e onde nos foi informado que no feriado havia encontro de futebol fora da zona (já volto ao assunto).
Tinha pensado em seguir a tradição e fazer a Árvore de Natal só no dia 8 mas como se tornou muito apertado decidimos fazê-la logo no Sábado, quando chegámos a casa depois do treino e do almoço.
Tiradas as caixas da arrumação, o Pai foi montando a árvore e eu fui tratando da decoração da casa. O B. estava de sofá a jogar à PSP e de vez em quando perguntava:"- Precisam de ajuda?"
Quando chegou a vez de colocar as bolas e fitas lá foi ajudar o Pai e de vez em quando ouviam-se as bolas a rolar pelo chão, o que vale é que não são fáceis de partir.
Depois de tudo arranjadinho, o resultado foi este:

A Nossa Árvore

O Nosso Presépio

Alguma decoração

A decoração das portas da entrada,
da sala e da entrada para os quartos

Está simples mas cheio de AMOR

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Máquina de Pão I

Há uns tempos que andava a ponderar comprar uma máquina de fazer pão.
Como boa apreciadora (e devoradora, para mal dos meus pecados) de pão e como não tenho possibilidade de poder comprar todos os dias de manhã pãozinho fresco, pensava nisso.
Coscuvilhando os cantinhos das meninas, vi vários comentários favoráveis e li sobre as maravilhas que se podiam fazer, bastando para isso uma receita e os ingredientes que se podiam adquirir num qualquer supermercado.
Pois bem, deste fim de semana não passou e a ideia deu origem à concretização. Comprei a dita Maquineta.


Andei pesquisando receitas e encontrei dezenas delas mas foi complicado encontrar uma de pão simples, pão normal, pão caseiro. Para primeira vez não queria nada sofisticado.
Lá descobri duas simples e dirigi-me ao Modelo para comprar o necessário.
Qual não foi o meu espanto quando descobri que existem vários tipos de farinha. Lá escolhi a referida na receita bem como o fermento.
Já estava para me vir embora, quando reparei numa Farinha da Nacional já preparada para pão caseiro, bastava juntar água. Nem olhei para trás, apesar de mais cara, trouxe-a (a 1.ª vez tinha que correr bem para que não perdesse o entusiasmo).
Só ontem tive hipótese de experimentar a minha nova amiga. Com a ajuda do B. lá segui as instruções e posemos o NOSSO primeiro pãozinho a fazer.
De vez em quando ia lá espreitar para ver como estava a correr. Quando começou a cozer e passado algum tempo o que vi foi isto... Já me crescia água na boca...


Passadas três horas o resultado foi este.



E estava optimo!!!! A manteiguinha a derreter... Uma maravilha.


Apenas achei que a côdea ficou um pouco para o dura, se calhar não devia ter tirado logo o pão da máquina e da forma. Mas para primeiro ficou muito bom.
Também tive alguma dificuldade a retirá-lo da forma pois as peças que amassam não se queriam soltar da máquina nem do pão, untei-as com oleo como aconselhavam mas primeiro que as soltasse do encaixe quase que desmanchei o pão todo, se calhar ficou a faltar algum passo que eu não vi. Alguma das meninas percebe disso que me possa ajudar?
Fiquei fã, agora é começar a experimentar outras receitas.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Fim de Semana Grande + um dia

Este fim de semana teve direito não a três mas sim quatro dias em casa.
E quando digo casa não é no sentido figurativo da palavra.
Quinta-feira foi dia da "constipação" bater à porta e não sei como entrar e "atacar" o B.
Qundo o fomos buscar, vinha muito murchinho e um tanto ou quanto quentinho.
Febre medida ao chegar a casa, o termómetro marcava 39º.
Muita tosse e espectoração. Chegou em grande e de repente.
Benuron tomado, máquina dos aerossois à mão e a funcionar.
Passei a noite a levantar-me para ver se não piorava e de manhã decidi ficar com ele pois a febre não ia abaixo dos 37,5º.
Passou os dias sem sair de casa.
Hoje já foi para a escolinha, muito a custo, cheio de sono e frio, a reclamar e choramingar que não queria, mas teve que ir. Já não tem febre. Tosse e especturação ainda tem alguma mas já se vêm melhoras.
E não imaginam o que me custou levantar hoje, não foi só ele, depois de quatro dias sem me levantar cedo, hoje já não estava habituada, queria a minha caminha ;)